Vicente de Sousa Veras

Personalidade de Afogados da Ingazeira - PE

 

11/10/1930       23/12/2003

Juventude

Momentos de grandes recordações
Seu exemplo como ser,
Fez por onde merecer,
Um lugar especial,
Longe da nossa visão,
No centro do coração,
Da mansão celestial.
 
Sua forma de educar,
Fez a família trilhar,
Totalmente reunida,
Por isso a família Veras,
Com base em nossas esferas,
Está tão bem sucedida.
 
Cristo Rei, Pai dos senhores,
Aliviai nossas dores,
Mostrai uma solução,
Prá podermos de verdade,
Amenizar a saudade,
Que está detida na grade
Da sela do coração.
Diomedes Mariano
Nosso Natal poderia,
Concentrar mais alegria,
Mas só que infelizmente,
A morte assina veio,
Arrancar do nosso meio,
Nosso querido Vicente.
 
Este fato é corriqueiro
Perder pai, mãe, companheiro,
Mas não há quem se acostume,
A morte vem onde estamos
Carrega quem mais gostamos,
Talvez, por sentir ciúme.
 
Seu Vicente que viveu,
Do lar, pra o trabalho seu,
Enquanto saúde tinha,
Se encontro na eternidade,
Deixando em nós a saudade
Que maltrata e que espezinha.

 

Viver, viver...
Na certeza se ser um eterno aprendiz.
Acreditando no amor, vontade maior.

Uma saudade infinita de quem não conheceu a palavra mãe... mamãe...mas que soube amar respeitar a memória.
 
Quanta saudade!
O tempo vai passando e a saudade é cada vez maior.
Sua presença é muito forte entre nós, nunca serás esquecido.
Temos fé e acreditamos que estando ao Pai, nos acompanhará sempre.
Com certeza seguiremos seus ensinamentos e exemplos.
Eterna saudade de sua esposa, filhos, nora, netos, irmãos, sobrinhos, sogro, cunhados e amigos..
 
“Quem crê ainda que esteja morto viverá”.
Uma saudade infinita de quem não conheceu a palavra mãe... mamãe...mas que soube amar respeitar a memória.

 

Vovô Vicente
Obrigado, por tudo de bom que nos ensinou e pelo carinho que nos dedicou.
Seremos sempre gratos. Te amamos.
Laís, Ryan, Carmem e Renam

Convivemos 27 anos, encontrei meu porto seguro, juntos construímos nossa família.
Só Deus nos separou. Deixando Antônio Aparício e Vicente Júnior, unidos seguimos nossa caminhada.

Papai
A semente que plantaste está viva, teus ensinamentos será nosso guia, e a honra de dizer que sou teu filho.
Aparício

 

Papai
Seus filhos têm orgulho de você.
Você será sempre nosso maior exemplo de vida.
Antônio Aparício, Vicente Júnior e Hermes

 

Painho
A vontade de Deus foi cumprida.
Vivi 8 anos com meu pai, vou guardar as melhores lembranças do seu amor, carinho e dedicação.
Aceitamos com tristeza mas, com certeza lá do céu ele cuidará e me ensinará o caminho do bem.
Honrarei teu nome e teus exemplos de Pai.
Hermes

Painho
Não quero dizer adeus!
Porque estás vivo dentro de nós, por o exemplo
de Pai e Homem Digno que deixaste.

                  Júnior

Encontrando Maria Gilda completei minha vida, dando novo sentido.
Ganhamos Herminho que coroou nossa união e nos trouxe alegria e muita felicidade.

 

Querido Vicente
Nos conhecemos tarde para uma vida tão curta, foram apenas 12 anos e 23 dias, tenha certeza que te amarei pra sempre.
Foi a vontade de Deus, Ele assim o quis.
Foste para o Pai, mas ficaste em meu coração, por isso não te direi adeus.
Guardarei viva as lembranças dos bons momentos que  juntos passamos juntos.
Até o dia que Deus quiser.
Sua Gilda

 

SertaoNet - Maior Provedor de Informações do Sertão Nordestino

©Copyright 2001 - 2004 Sertão Networks Ltda - Todos os direitos reservados